As meninas também podem: como Veronica Hawlik se tornou a 14 vezes campeã mundial de caratê

Mais de 100 mil pessoas se inscreveram na conta do Instagram de Veronica Hawlik, de 30 anos. Na página, a 14 vezes campeã mundial de caratê fala sobre fitness e compartilha momentos de sua vida. Além disso, a menina tem um canal no YouTube onde mostra seus treinos favoritos, exercícios para grupos musculares específicos na academia e em casa. A difícil história de conquistas do campeão inspira confiança para ir em frente aos sonhos. Conversamos com Veronica e descobrimos que lugar os esportes ocupam em sua vida, o que a ajudou a atingir seus objetivos e como ela mantém sua forma.

- Como você se empolgou com o caratê e por que decidiu fazer esse esporte conecta sua vida?

- Uma vez que aprendi sobre caratê e incrivelmente quis tentar a mim mesmo. Assim que comecei a estudar, não consegui parar. Adorei a combinação de arte, paixão e emoção neste esporte. Nunca me senti tão bem em nenhum outro negócio. Graças ao caratê, tornei-me forte física e mentalmente.

As meninas também podem: como Veronica Hawlik se tornou a 14 vezes campeã mundial de caratê

10 hábitos meninas magras não engordam

E por que tantas vezes esquecemos essas regras simples?

- 14 vezes campeão mundial parece incrível para pessoas que não estão familiarizadas com o mundo do caratê e seu sistema competitivo. Como você alcançou esse número?

- No caratê, você pode ganhar vários títulos em um ano. A questão é que existem diferentes categorias nas quais você pode competir. Algumas das minhas vitórias: kobudo tradicional, estilo livre, extremo com e sem armas.

- Qual foi a sua vitória mais memorável?

- Minha primeira medalha do campeonato mundial. Eu sabia que tinha dado o meu melhor e merecia. Jamais esquecerei esse sentimento.

- Em uma entrevista que você mencionou que a escola foi maltratada pelos professores. Como isso afetou você e o que o ajudou a atingir seus objetivos sem desistir?

- Na infância, é especialmente difícil entender por que as pessoas se comportam dessa maneira com você. Claro, isso afeta a percepção de mundo e a formação da personalidade, mas é importante continuar a pensar com otimismo e sempre acreditar em si mesmo, apesar das palavras dos outros.

- Você não está envolvido em esportes profissionalmente agora. O que o fez interromper sua carreira?

- Por vários anos, venho treinando crianças no meu país, mas devido a uma lesão tive que terminar os esportes profissionais e o ensino. Uma vez fui nocauteado por trás e tomei banho de socos quando caí no chão. Meu pescoço estava machucado, todo o meu corpo doía e por muito tempo não consegui retomar o treinamento. Tive de lidar com a recuperação com a ajuda de exercícios especiais. Alguns anos depois, mudei para Mayae continuei a fazer exercícios para mim mesmo.

- Por que o esporte é importante ?

- Não consigo imaginar minha vida sem esportes. Não só mantém meu corpo em boa forma e me fortalece fisicamente, mas também ajuda na saúde mental. Ainda adoro caratê, mas também adoro musculação.

- Qual é a principal lição que você aprendeu durante sua carreira esportiva?

- Cada derrota adiciona força no caminho para o gol.

- Nas redes sociais, você está constantemente em forma esportiva ... O que você gosta de fazer no seu tempo livre para treinar?

- Eu passo meu tempo livre com meu namorado Simon e nosso amado cachorro - um buldogue francês chamado Yaska. Não me importa onde estou, contanto que esses dois estejam comigo.

- Como você se mantém em forma agora?

- Meu segredo é muito simples: não tente se cansar com dietas, apenas mude seu estilo de vida - alimente-se balanceado e não se esqueça do movimento.

As meninas também podem: como Veronica Hawlik se tornou a 14 vezes campeã mundial de caratê

Os alimentos saudáveis ​​são nutritivos? Eliminando o principal mito da boa nutrição

Os abacates e os Big Macs têm mais em comum do que poderíamos imaginar.

Qual é o seu lema de vida?

- Não dê ouvidos a pessoas negativas. Basta ficar forte e realizar seus sonhos.

Postagem anterior O poder das montanhas: o corredor em trilhas Dmitry Mityaev estabeleceu dois recordes mundiais de uma vez em uma corrida
Próxima postagem Ao fracasso: por que os músculos estão obstruídos e como evitá-lo